Entenda o que é PIX, como funciona e quais os benefícios

Tomaz Filho

O boleto bancário é o segundo meio de pagamento mais utilizado no Brasil e muitos estão se perguntando se esse método será substituído pelo Pix. No entanto, vai depender da rapidez com que os consumidores mudam de dinheiro para pagamentos digitais.

Neste post, entenda o que é PIX, como funciona e os benefícios.

Afinal, o que é o PIX?

É um meio de pagamento criado pelo Banco Central do Brasil que permitirá transferências e pagamentos instantâneos 24 horas por dia, sete dias por semana.

A promessa é que o novo serviço será mais simples do que os atuais TED e DOC. Pix começará a operar no dia 16 de novembro, mas o registro das principais ligações já começou.

Como funciona?

As transações Pix não exigem necessariamente uma conta bancária, pois os usuários poderão usar o cartão eletrônico para enviar e receber dinheiro sem pagar taxas.

Com o grande número de usuários de smartphones no Brasil e a população que não tem conta bancária, o Pix se torna um meio de pagamento mais atraente que os cartões de débito.

A chave é um meio de identificar a conta. São estas modalidades: CPF ou CNPJ, e-mail, número de celular e número aleatório e carta de chave de segurança. Ao fazer uma transferência, em vez de informar nome, CPF, conta e número da agência, basta inserir a chave Pix.

Qualquer pessoa ou empresa que possua conta corrente, conta de depósito ou pré-paga pode usar o sistema. Para transferências entre pessoas físicas e pagamentos de pessoas físicas para empresas, Pix será gratuito. Para MEIs, as vendas para fins comerciais podem ser cobradas.

O cadastro será feito no site ou aplicativo da instituição onde o cliente possui conta. Você deve confirmar a propriedade da chave e vinculá-la à conta Pix.

Por exemplo, no caso de utilizar e-mail ou celular como chave, o usuário receberá um código por SMS ou por e-mail que deverá ser inserido no aplicativo para confirmação da identificação.

É possível ter até cinco chaves para cada conta. Para empresas, o limite é de 20 chaves por conta. O cadastro da chave promete facilidade e rapidez no uso diário do Pix, mas não é obrigatório.

Para fazer compras, o Pix também pode ser usado via QR Code. Para isso, o consumidor abre o aplicativo do banco, seleciona a opção Pix e direciona a câmera do celular para o QR Code fornecido pelo estabelecimento.

Visto que Pix permitirá a transferência imediata de dinheiro, os pagamentos TED (Transferência Eletrônica Disponível) e DOC (Documento de Ordem de Crédito) provavelmente serão substituídos a longo prazo. As transferências TED permitem compensação no mesmo dia, mas são limitadas aos dias úteis das 6h20 às 17h. As transferências DOC, por outro lado, são compensadas apenas no dia útil seguinte.

O que não vai mudar com o Pix?

Os cartões de crédito são o meio de pagamento número 1 para compras online no Brasil e oferecem uma série de benefícios aos consumidores. Uma das maiores vantagens é o parcelamento, que permite dividir as compras em parcelas mensais. Portanto, é improvável que a adoção do cartão de crédito diminua com o Pix.

Quais são os principais benefícios dos pagamentos instantâneos?

Os pagamentos instantâneos oferecem muitos benefícios para o mercado brasileiro atual. Eles custarão menos, uma vez que não há necessidade de adquirentes, esquemas de cartões ou emissores participarem do acordo, a transação acontece em tempo real.

Isso representa um avanço em relação ao principal método alternativo de pagamento (Boleto Bancário), que permitirá que o interoperabilidade de cartões e usuários de QR Code como método de pagamento e não exige que o consumidor final tenha uma conta bancária. E você já criou a chave do Pix?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

O impacto da COVID-19 nas mudanças climáticas e o que podemos fazer

CompartilharTwittarCompartilharPinA pandemia do novo coronavírus está causando uma crise de saúde global e forçando as economias a desacelerar devido às rígidas medidas de quarentena. No entanto, o surto também afetou o meio ambiente de uma forma intrigante. À medida que o vírus se espalha em diferentes partes do mundo, as […]

Você pode gostar